Dez do Manduca
Armando Gomes

Jornalista e apresentador do programa Esporte por Esporte

Apito Amigo

Confira as Dez do Manduca

09 de setembro de 2016 - 19:06

Compartilhe

Depois da derrota do Santos FC para o árbitro do Rio Grande do Sul na partida contra o Inter-RS ninguém mais duvida do apito amigo ao Corinthians. Tirar Ricardo Oliveira, Lucas Lima e Victor Ferraz do clássico contra o Corinthians neste domingo (11), às 16 horas, na Vila Belmiro, é quase dar o resultado ao time da Capital. É preciso fazer algo urgente na CBF!

2. Agir em silêncio
Penso que Modesto Roma e o Conselho Gestor devem agir, mas em silêncio, na CBF. Mais que estancar essa ferida, precisa fazer sem ela acontecer de novo. Pelé e Samir Abdul Hak brigaram com a CBF e o que conseguimos? Dar um Brasileiro ganho ao Botafogo. Jogar o jogo direito dos bastidores é vital e a torcida tem que entender!

3. Efeito Barrabás
É incrível, porém verdade. O Santos é o maior ressuscitador de defuntos do futebol brasileiro. Quando você pensa que o time de Dorival Junior está realmente engrenando, vem aquela surpreendente decepção. Assim foi contra o América Mineiro em Minas quando perdeu por 1×0. Assim foi quando perdeu de virada no Paraná para o Coritiba por 2×1 em um jogo que estava sob controle. Tanto o América – ainda está – como o Coritiba estavam na zona da degola quando venceram o Santos. E como se não bastassem esses dois absurdos, culminou em perder para outro integrante da zona do óbito, ou seja, o Figueirense, de Santa Catarina. É realmente inaceitável para um time que pretende voltar à Libertadores perder em casa para um time que está nas últimas colocações. E agora, com a ajuda do árbitro, o Inter-RS. Não sei se psicólogo resolve. Mas algo precisa ser feito! Para um time que quer disputar o título ou no mínimo a Libertadores não se pode aceitar mais um Barrabás ressuscitado.

4. Jogo duro
O jogo contra o Corinthians será duro! Dorival tem que tirar coelho do chapéu, mas perder outra na Vila será inadmissível! Precisamos da vitória em casa para renovar o ciclo virtuoso do Santos FC.

5. Pé quente
Tite mal começou na Seleção Brasileira e conseguiu duas vitórias que colocaram o Brasil em segundo lugar nas eliminatórias. Estávamos fora da próxima Copa antes. Além de competente, ele é pé-quente. Tenho fé no Brasil de novo.

6. Implicância
Ridícula a implicância do técnico Dorival Júnior com o zagueiro argentino Fabian Noguera. Quando ele vai estrear? Só quando Dorival cair?

7. Pedido dos atletas
A mudança do horário da partida com o Santa Cruz das 11 para às 18 horas no Pacaembu foi um pedido dos atletas ao presidente Modesto Roma. Eles acreditam que o horário das 11 prejudica o desempenho técnico do time.

8. Peneiras na Vila
As pré-inscrições para peneiras das categorias de base do Santos FC ocorrerão no segunda-feira (12) para as categorias sub-11 (2006/2005) e sub-13 (2004/2003), às 9h30, no Salão de Mármore, no Estádio Urbano Caldeira, na Vila Belmiro. E na terça-feira (13), para as categorias sub-15 (2002/2001) e sub-17 (2000/1999), às 9h30, também no Salão de Mármore.

9. Pé direito
O mesatenista da Unisanta, Israel Stroh, estreou bem nos Jogos Paralímpicos do Rio 2016. O santista, que integra a equipe brasileira de tênis de mesa, venceu o britânico Will Bayley, na noite desta quinta (8), no Rio de Janeiro. Diante do primeiro do ranking mundial em sua categoria, Israel mostrou força ao derrotar Bayley por 3 sets a 1, em uma partida bastante equilibrada.

10. Ridículo
Há um conselheiro do Santos FC que se acha mais que os outros. Ele se auto intitula Ombusdman do Santos FC sendo que nem a diretoria e nem o Conselho lhe nomearam para isso. Agora critica as mudanças estatutárias e defende que o Santos FC feche a Vila Belmiro e suba a serra. Esse jornalista de quinta não sabe o que é gestão esportiva. Ele nada sabe. E diz que conquistou oito títulos nacionais para o Peixe, menosprezando o que Lula, Pelé, Pepe, Edu, Coutinho e outros fizeram. Quer saber sobre ele? Basta perguntar ao ex-secretário de Esportes de São Paulo, Oscar Schimdt, o que ele acha.
#DeusExiste

 

 

E-mail encaminhado pelo jornalista Odir Cunha, pedindo direito de resposta.

“Escrevo essa mensagem ao editor-chefe do jornal Boqueirão News para pedir o meu direito de resposta ao colunista Armando Gomes.

Alertado por colegas do Conselho Deliberativo do Santos Futebol Clube, li o trecho da coluna do jornalista Armando Gomes que, mais uma vez, fala inverdades sobre mim. Ele repete as mesmas difamações no seu programa de tevê e já usou a tribuna do Conselho Deliberativo para dizer que quero “tirar o Santos de Santos”. Sua intenção é jogar os santistas da Baixada Santista contra mim, pois é ligado à gestão atual do Santos e serve aos interesses de seu patrão Marcelo Teixeira. Como conselheiro, é dos que assinam a lista de presenças e escafedem-se, ou consegue dormir em plena sessão. Enfim, um conselheiro totalmente omisso e serviçal. Em sua coluna no Boqueirão News, ele escreveu:

10. Ridículo
Há um conselheiro do Santos FC que se acha mais que os outros. Ele se auto intitula Ombusdman do Santos FC sendo que nem a diretoria e nem o Conselho lhe nomearam para isso. Agora critica as mudanças estatutárias e defende que o Santos FC feche a Vila Belmiro e suba a serra. Esse jornalista de quinta não sabe o que é gestão esportiva. Ele nada sabe. E diz que conquistou oito títulos nacionais para o Peixe, menosprezando o que Lula, Pelé, Pepe, Edu, Coutinho e outros fizeram. Quer saber sobre ele? Basta perguntar ao ex-secretário de Esportes de São Paulo, Oscar Schimdt, o que ele acha.

Bem, a minha resposta a este artigo mentiroso do começo ao fim é a seguinte:

Não me considero mais do que ninguém. Não me intitulo ombudsman, o papel extra-oficial de ombudsmen é exercido por todos que comentam no blog, que é de santistas não bajuladores. O Santos jamais pediu para que o termo ombudsman fosse retirado do blog. O estatuto prevê que presidentes do Santos não recebam salário. Quem acredita nisso? Este é um dos pontos criticados e discutidos no blog. Defendo que o Santos jogue mais em São Paulo, pois a capital tem 1,2 milhão de santistas, mas defendo também que o Santos mantenha-se em Santos, para sempre. Se sou um jornalista “de quinta”, mesmo com dois Prêmios Esso e três da APVA, entre outros, não sei em que nível qualificar o colunista em questão. Fiz, com o amigo José Carlos Peres, o Dossiê que resgatou seis títulos brasileiros do Santos, mas nunca me vanglorio disso. Não fiz mais do que minha obrigação como jornalista, escritor e santista. Fui biógrafo de Oscar Schmidt e sou amigo dele e de sua família. O colunista, além de tudo, é fofoqueiro. E dos piores.

Como disse, amparado pela Lei de Imprensa, reivindico meu direito de resposta diante de tantas afirmações mentirosas.

Parabéns ao trabalho informativo e social do jornal Boqueirão News. Sei que a opinião de uma pessoa não reflete a opinião do jornal.

Atenciosamente,

Odir Cunha
Jornalista, escritor e, com orgulho, conselheiro atuante do Santos Futebol Clube