Seguro de vida para atletas é tema de audiência pública em Brasília | Boqnews

Esportes

27 DE MAIO DE 2014

Seguro de vida para atletas é tema de audiência pública em Brasília

Iniciativa é relacionada ao acidente da atleta brasileira, Laís Souza, quando treinava pela primeira vez para as Olimpíadas de Inverno

Por: Folhapress

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

A Comissão de Esporte da Câmara dos Deputados realizará uma audiência pública, nesta quarta-feira (28), às 14h, em Brasília, para prestar informações sobre o apoio que será oferecido daqui para frente à atleta Lais Souza, 25.

Ao cair enquanto estava esquiando nos EUA em 27 de janeiro, Lais lesionou a coluna e ficou paralisada dos ombros para baixo. Agora internada no Jackson Memorial Hospital, em Miami, já respira sem aparelhos, conseguiu mover um pouco o braço direito e fica de pé numa cadeira especial.

A atleta, que representou o Brasil na ginástica nas Olimpíadas de 2004 e 2008, treinava para competir pela primeira vez no esqui aéreo nos Jogos de Inverno de Sochi, na Rússia.

Hoje, apenas atletas profissionais (aqueles com registro em carteira) têm cobertura integral de seguro de vida. A Lei exclui, por exemplo, atletas que são patrocinados, mas não possuem carteira assinada, além de não garantir cobertura quando estes estão em treinamento.

Por esse motivo, a pedido de parlamentares, a Comissão de Esporte discutirá a legislação que resguarda atletas brasileiros em competições internacionais. O encontro contará com a presença de representantes do Ministério do Esporte, membros do Comitê Olímpico Brasileiro, da Confederação Brasileira de Desportos de Neve e do Comitê Paraolímpico Brasileiro.

A deputada federal Mara Gabrilli (PSDB-SP), que é tetraplégica, recentemente visitou Lais em Miami e acredita que o caso da atleta deve chamar atenção para uma reforma na legislação vigente.

“Quero propor mudanças na Lei que garantam seguro de vida para atletas profissionais e não profissionais e que ampare essas pessoas não só em competições em seu país, mas também em disputas internacionais, inclusive quando estão em treinamento”, afirma a deputada.

Projeto
Em meio ao tratamento, no Jackson Memorial Hospital, em Miami, Lais tem destinado parte de seu tempo para elaborar um programa em parceria com o Miami Project, da Universidade de Miami, que ajudará na reabilitação de outras vítimas de acidentes.

“Eu quero ajudar pessoas que têm a mesma lesão. Tem muita gente que sofre o acidente e não sabe o que fazer, por onde começar. Eu estou tendo muita sorte”, disse a ex-ginasta à Folha de S.Paulo, em abril.

Segundo o médico Antonio Marttos, do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), que está acompanhando o tratamento de Lais, o projeto deve ser lançado em setembro, depois da Copa do Mundo.

“Temos que dar um foco para a vida dela. Estamos cuidando disso de uma forma muito positiva”, disse Marttos.
Eles ainda não divulgaram detalhes sobre o programa, mas ele seria destinado especialmente a brasileiros. Segundo o médico, ele será um “capítulo” dentro do Miami Project, importante centro de pesquisa americano sobre paralisia.

Criado em 1985 pelo ex-jogador de futebol americano Nick Buoniconti, depois que seu filho sofreu uma lesão na coluna durante um jogo, o Miami Project é um dos centros de referência no mundo para esse tipo de tratamento, e conta com mais de 250 cientistas e pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Miami.

Células-tronco
No tratamento, uma das esperanças de Lais é a injeção de células-tronco na medula, que poderia, num primeiro momento, ajudar no processo de recuperação de algum tipo de movimento nos braços.

Segundo Marttos, a equipe médica, com a ajuda do Consulado Brasileiro em Miami, está atuando junto à FDA (agência que regulamenta os medicamentos nos EUA) para que ela seja eleita para o tratamento.

“Achamos que esse tipo de terapia pode, em algum grau, auxiliar no avanço dela”, disse o médico. “Os próximos anos são de muita esperança nesse tipo de lesão.”

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.