Foto: Divulgação

Zankyou

28 DE SETEMBRO DE 2018

Plataforma para noivos atinge 50 milhões de acessos ao ano

Para crescer, a Zankyou vem investindo em tecnologia para oferecer funcionalidades para que os noivos gastem cada vez menos tempo com os preparativos

Por: Publieditorial

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

A plataforma Zankyou, que ajuda noivos a planejarem um casamento em todos os detalhes tem muitos motivos para comemorar.

Presente em 23 países, o serviço contabiliza 350 mil casais registrados e atingiu a marca de 50 milhões de visitas ao ano em seu site.

Por trás dos números de sucesso estão os espanhóis Guillermo Fernández-Riba e Javier Calleja, que lideram, da sede em Madrid, mais de 200 funcionários espalhados pelo mundo.

E se depender do mercado brasileiro, a empresa terá mais razões para celebrar: o nicho de festas segue com bom desempenho apesar da crise.

 

Foto: Divulgação

Mais gastos com casamentos no Brasil

De acordo com pesquisa divulgada em 2017 pela Associação Brasileira de Eventos (Abrafesta), o número de casamentos vem crescendo desde 2013.

Já são realizados mais de um milhão de eventos por ano.

Além disso, entre os anos de 2013 e 2016 foi registrado crescimento de 25% no valor gasto nas cerimônias.

A plataforma oferece recursos para organizar um casamento por completo.

Assim, dispõe de uma lista de fornecedores e possibilidade de receber orçamentos diretamente pela plataforma, mas o carro-chefe é a lista de presentes de casamento.

O Zankyou aposta em uma mudança de mentalidade.

Ou seja, no lugar da tradicional relação de presentes de lojas de produtos para o lar, uma lista online com presentes convertidos em dinheiro.

Assim, os noivos podem utilizar com o que desejarem: pagar custos do casamento, da viagem de lua de mel ou fazer uma doação para uma ONG.

 

Necessidade pessoal

Guillermo explica que a ideia surgiu em da própria necessidade.

Durante uma viagem de férias com o atual sócio Javier Calleja, em 2007, conversavam sobre o casamento de ambos, que aconteceria em breve.

“Para nós não fazia sentido receber presentes de casamento para casa, sendo que já morava junto com a minha futura esposa e tinha a casa mobiliada”, lembra.

“Preferíamos receber o valor dos presentes em dinheiro para viajar em nossa lua de mel”, relata.

Foi quando decidiram criar o Zankyou, em 2008.

Guillermo, que é engenheiro, deixou o emprego de consultor e hoje atua como CEO e gerente comercial e de marketing da empresa.

Assim, o nome vem de “Thank You”, obrigado em inglês.

Ou seja, a mudança na grafia deve-se ao fato de o “Z” na Espanha ter o som do “th” do inglês.

 

Mercado de casamentos e eventos cresce no Brasil, fazendo com que a Zankyou desse uma atenção especial ao segmento no Brasil. Foto: Divulgação

As peculiaridades do mercado brasileiro

Assim, de lá para cá o serviço cresceu, se expandindo por mais de vinte países, incluindo o Brasil, que é, aliás, um dos principais mercados para o Zankyou junto com França, Espanha, Itália e México.

Portanto, para Guillermo, a maior peculiaridade do mercado brasileiro de casamentos está no formato das cerimônias.

“Enquanto na Europa são envolvidos em torno de dez fornecedores, porque os noivos já recebem quase tudo do próprio local de casamento, como decoração buffet e bebidas, no Brasil, pode-se ter até 40 fornecedores, o que faz a logística ser muito mais complexa”.

Além disso, outra particularidade refere-se ao fato de que no país, os casamentos são realizados praticamente durante todo o ano.

“Temos no Brasil muito menos sazonalidade que a Europa”, destaca.

“O país tem uma quantidade menor de casamentos realizados de dezembro a fevereiro, o que amplia muito a temporada de casamentos comparada aos outros países onde os casamentos acontecem basicamente na primavera e no verão”, afirma.

 

 

Perspectivas de crescimento

Desta forma, para crescer, a empresa vem investindo em tecnologia para oferecer funcionalidades para que os noivos gastem cada vez menos tempo com os preparativos.

Assim, o Zankyou atualmente conta com um aplicativo que permite que o site de casamento (que pode ser criado gratuitamente) seja administrado usando celular ou tablet.

O CEO diz que pretende expandir cada vez mais a plataforma para celular.

“O app já permite montar o site e a lista de casamento, além de fazer todo o planejamento”, explica.

“Hoje é possível consultar os fornecedores, pedir orçamentos pela plataforma, enviar save the date, fazer o RSVP, entre outras coisas”.

“Isso representa uma economia de tempo muito valiosa para o casal, que pode agilizar o planejamento do casamento de qualquer lugar e em momentos de pausa entre uma atividade de outra”.

Assim, Guillermo é otimista em relação ao futuro da plataforma.

“Estamos considerando o futuro da Zankyou no horizonte 2022”, destaca.

“Queremos ser uma das três principais marcas globais que existem no setor de organização de casamentos online”.

“Para isso, continuaremos investindo em inovação e melhoria de serviços, processos e conteúdo”, conclui.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.