Plano de habitação prevê pagamento de prestação só depois de mudança para o imóvel | Boqnews

Nacional

06 DE MARÇO DE 2009

Plano de habitação prevê pagamento de prestação só depois de mudança para o imóvel

Quem comprar uma casa pelas regras do plano de habitação que será lançado pelo governo nos próximos dias só começará a pagar as prestações depois que estiver morando no imóvel. Até que a chave seja entregue, será paga apenas uma taxa simbólica. As informações são do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Ele só vai […]

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Quem comprar uma casa pelas regras do plano de habitação que será lançado pelo governo nos próximos dias só começará a pagar as prestações depois que estiver morando no imóvel. Até que a chave seja entregue, será paga apenas uma taxa simbólica. As informações são do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


“Ele só vai começar a pagar a prestação quando entrar na casa, porque uma pessoa que trabalha e ganha dois salários mínimos e paga aluguel não pode pagar aluguel e prestação da casa ao mesmo tempo. Então, ele pagará uma taxa simbólica até receber a chave. Quando receber a chave e deixar o aluguel, vai pagar a prestação da casa”, explicou Lula ao falar com a imprensa hoje (6), após participar de cerimônia em Vitória (ES).


Segundo o presidente, o plano será anunciado após seu retorno da viagem aos Estados Unidos, no final da próxima semana. Ele negou que haja desentendimentos entre ministros sobre o plano de habitação, como foi noticiado na imprensa, e disse que a demora para fechar o projeto se deve à sua ampliação e a negociações em torno de questões como juros e subsídios.


“Hoje eu vi a imprensa dizendo que tem uma divergência no governo entre Dilma [Dilma Rousseff, ministra da Casa Civil] e Guido [Guido Mantega, ministro da Fazenda]. Não há hipótese de ter divergência entre Dilma e Guido Mantega. O que acontece é que você está discutindo um programa, primeiro alguém propôs que fizéssemos 200 mil casas, eu disse ‘nós vamos fazer 1 milhão de casas’. Agora estamos discutindo taxa de juros e subsídio”.


Ontem (5), a ministra da Casa Civil já havia dito que o plano de habitação terá três pilares: subsídio, fundo garantidor e redução do seguro nas prestações.


O pacote para a habitação está em discussão desde o ano passado e inicialmente seria anunciado em janeiro. As medidas serão direcionadas a pessoas de baixa renda e a meta do governo é construir 1 milhão de casas até 2010.



 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.