Política

TSE autoriza a 33ª legenda partidária: a Unidade Popular

Com perfil ideológico de esquerda, Unidade Popular tem em sua plataforma a nacionalização do sistema bancário e educação gratuita para todos.

10 de dezembro de 2019 - 22:50

André Richter

Agência Brasil

Compartilhe

Unidade Popular, de esquerda, está apto a disputar as eleições de 2020. Foto: Reprodução

 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou, nesta terça-feira (10), a criação do partido Unidade Popular (UP), com perfil de esquerda.

A legenda será a 33ª com registro na Justiça Eleitoral.

De acordo com o TSE, o novo partido cumpriu os requisitos exigidos pela lei, como apresentação de 497 mil assinaturas de apoiadores que não são filiados a qualquer  partido.

De acordo com a página da UP na internet, o partido é ligado a movimentos que atuam em defesa da moradia popular e propõe a nacionalização do sistema bancário, o controle social dos meios de produção e o fim do monopólio privado da terra.

No campo da educação, os integrantes da UP defendem a educação pública gratuita em todos os níveis e o fim do vestibular e de qualquer processo seletivo.

Assim, com a aprovação, a Unidade Popular poderá participar das eleições municipais de 2020.

LEIA TAMBÉM: