Alerta

Uso de óculos de sol exige cuidados especiais

Acessórios com proteção UVA e UVB são ainda mais importantes durante o verão

22 de dezembro de 2015 - 17:01

Da Redação

Compartilhe

este período do ano, os óculos de sol vão além de artigos de beleza e se tornam fundamentais para a proteção ocular. Mas na hora da compra, os consumidores devem ficar atentos aos detalhes para que o acessório não seja apenas um idem de moda e ofereçam a proteção necessária contra os raios UV do sol

este período do ano, os óculos de sol vão além de artigos de beleza e se tornam fundamentais para a proteção ocular. Mas na hora da compra, os consumidores devem ficar atentos aos detalhes para que o acessório não seja apenas um idem de moda e ofereçam a proteção necessária contra os raios UV do sol

No verão, o uso do filtro solar é mais comum, já que as pessoas costumam ter consciência da gravidade de possíveis problemas que acometem a pele sem proteção adequada ao sol. Mas o que nem todo mundo sabe é que os olhos também merecem uma atenção especial na época mais quente do ano, quando a incidência solar é ainda mais forte e também pode provocar problemas graves.

Neste período do ano, os óculos de sol vão além de artigos de beleza e se tornam fundamentais para a proteção ocular. Mas na hora da compra, os consumidores devem ficar atentos aos detalhes para que o acessório não seja apenas um idem de moda e ofereçam a proteção necessária contra os raios UV do sol.

Por isso, escolher os óculos de sol de boa qualidade é um passo importante para a saúde ocular, evitando a qualquer custo o uso de óculos falsificados, pois oferecem riscos permanentes. “Como o efeito da radiação é acumulativo, é aconselhável o uso de óculos de sol que além de combater a luminosidade, também protejam contra a radiação UVA e UVB”, explica o oftalmologista da Unilaser Unidade Oftalmológica de Santos, Dr. Celso Afonso Gonçalves, especialista em catarata, retina e vítreo.

Isso porque, segundo o especialista, quando não há este tipo de proteção, a pupila dilata, permitindo uma maior incidência de raios solares diretamente na retina. Embora os raios UV (também presentes em lâmpadas de bronzeamento, soldas elétricas e laser) sejam invisíveis, sua exposição pode levar a sérias lesões oculares, já que a radiação é quase 100% absorvida pela córnea e pelo cristalino.

“O que irá determinar a gravidade do problema será o tempo de exposição solar”, alerta Gonçalves. O médico afirma que a exposição de curta duração pode causar a ceratite (espécie de queimadura na córnea), que costuma apresentar sintomas como vermelhidão, lacrimejamento e até dor. Em casos de exposições prolongadas, as chances de se desenvolver catarata e degeneração na retina, mais especificamente na mácula, são maiores, podendo levar até a perda de visão.

Já o uso de lentes escuras sem qualidade causa um feito ainda mais grave para a visão. Com elas, a pupila, que serve como proteção natural dos olhos contra a luminosidade, dilata e permite a incidência ainda maior de raios nocivos sem a proteção adequada, pois geralmente os acessórios piratas não possuem qualquer tipo de bloqueio contra os raios UV.

LEIA TAMBÉM: