Arte de Conviver
Laercio Garrido

Professor universitário e escritor.

Comprometimento

21 de janeiro de 2016 - 08:00

Compartilhe

Comprometimento é aquilo que as empresas esperam obter de seus colaboradores para fazer a diferença no mercado, encantando os clientes e superando a concorrência. A pessoa realmente está comprometida quando faz algo bem feito além do que se espera dela, quando “não passa a bola para outro” e independente de sua responsabilidade toma a iniciativa de não deixar a “peteca cair”. O comprometimento ocorre quando alguém surpreende os outros pelo empenho e assertividade.

Observa-se que determinados fatores como a admiração, o respeito, a confiança e a paixão por pessoas, ideais ou causas agem como catalisadores na equação “comprometimento igual a sucesso”.

Muitos consideram, de forma errada, que comprometimento e envolvimento significam a mesma coisa. A pessoa pode estar 100% envolvida sem realmente ter se comprometido. O operário que desempenha muito bem suas tarefas sem, no entanto, saber para que elas servem e qual a sua importância no processo produtivo, não está comprometido, só envolvido.

Uma metáfora que ilustra com propriedade o sentido do comprometimento refere-se aos três animais que brigavam sobre a importância de cada um no prato “bife a cavalo”.

“O cavalo ressaltava o fato de aparecer no próprio título. A galinha enfatizava a contribuição de seus ovos para a estética e combinação de cores. A vaca chamava a atenção para o sabor e poder nutritivo da carne. Quem venceu com facilidade a disputa em termos de comprometimento foi a vaca, pois ela se sacrificava dando vida, enquanto os demais apenas estavam envolvidos em participar do processo.”

O verdadeiro líder tem uma responsabilidade crucial em obter o comprometimento de si mesmo e da equipe para com a empresa. O gerente necessita comprometer-se em “ser” e não somente “parecer” o que a empresa espera dele. Para isso seus valores e crenças devem estar sempre em sintonia com a cultura organizacional em que atua.

O líder precisa assegurar que seus compromissos se alinhem perfeitamente com tudo aquilo que ele pensa, fala e pratica, dando exemplos no dia-a-dia a serem seguidos pela equipe.

É de sua inteira e exclusiva responsabilidade garantir o comprometimento de cada subordinado com os resultados esperados, para que eles vistam a camisa, entrem em campo e marquem os gols necessários à vitória da organização.

Qualquer um, seja na vida pessoal ou profissional, desempenhando o papel de especialista ou líder deve comprometer-se com seu futuro, pois se estiver apenas envolvido não conseguirá atingir seus objetivos e realizar seus sonhos com excelência.

O profissional realmente comprometido não pode confundir suas prioridades com necessidades. Ele tem, por exemplo, a necessidade de coordenar determinada reunião, mas sua prioridade na mesma deverá ir além, ou seja, obter o consenso do grupo em definir a melhor decisão para a empresa.

O comprometimento do ser humano consigo mesmo é desempenhar da melhor maneira possível os diversos papéis de sua vida: o de criança em seguir as orientações dos pais, o de adolescente em iniciar uma carreira, o de cônjuge em compartilhar as alegrias e tristezas com amor e respeito, o de pai na transformação dos filhos em pessoas de bem, o de profissional em atender as expectativas da empresa, o de aposentado em não deixar se apagar a chama do aprender sempre.