Filhote de pinguim nasce no Aquário de Santos e se torna atração do parque | Boqnews
Foto: Francisco Arrais

Meio Ambiente

08 DE FEVEREIRO DE 2024

Filhote de pinguim nasce no Aquário de Santos e se torna atração do parque

A espécie pinguim-de-magalhães habita as costas da Patagônia argentina e chilena e Ilhas Malvinas em colônias que podem chegar a ter um milhão de aves

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Ele é bem pequenininho, mas já se tornou a principal atração do Aquário de Santos nos últimos dias. O mais novo integrante do parque, chamado de Champagne, é um filhote da espécie pinguim-de-magalhães.

O nascimento deste pequeno habitante do gelo, dentro das instalações do Aquário no último dia 1º de janeiro, daí a origem do seu nome, foi possível graças ao cuidado e dedicação da equipe em proporcionar um ambiente propício para a reprodução e preservação da espécie marinha. Os técnicos diariamente monitoram atentamente a mãe e o recém-nascido, garantindo que recebam os cuidados adequados e que o ambiente seja propício para seu desenvolvimento saudável.

O novo pinguim, que tem um irmão, o Hexa, nascido em 2022 também no Aquário, permanece no ninho na companhia constante dos pais, Samu e Colômbia, que se revezam para alimentá-lo e manter sua temperatura, já que nesta fase o bebezinho não produz o calor suficiente para se aquecer.

Tratamento

“Ao contrário do que muitos pensam, essas aves não vivem no gelo extremo, e as temperaturas que mantemos aqui, com cuidados humanos, variam de 7°C a 25°C, destacando que os filhotes precisam ficar ainda mais aquecidos. A cria é alimentada por ambos os pais durante os dois primeiros meses de vida, tornando-se independente logo em seguida”, explicou o biólogo do parque, Marco Aurélio Gattamorta.

O biólogo enfatiza que os pinguins do Aquário têm em comum histórias de resgate, sendo encontrados em praias da região em estado debilitado e, em alguns casos, sem expectativa de vida. “O nascimento de um pinguim no Aquário é não apenas uma oportunidade única para os visitantes testemunharem a vida dessa espécie de perto, mas também destaca o compromisso do equipamento municipal com a conservação e proteção desta e de outras espécies marinhas. É um momento de alegria e também de reflexão sobre a importância de preservar os habitats naturais desses animais incríveis”, disse Marco Aurélio.

A espécie pinguim-de-magalhães habita as costas da Patagônia argentina e chilena e Ilhas Malvinas em colônias que podem chegar a ter um milhão de aves. O peso pode variar entre 3,5kg e 6kg. A expectativa de vida sob cuidados humanos é de aproximadamente 12 a 15 anos. As fêmeas atingem a maturidade sexual entre os cinco e seis anos. Já os machos estão prontos para reprodução quando atingem o sexto ou sétimo ano de vida.

Essas aves formam casais monogâmicos que compartilham os trabalhos de cuidados parentais e incubação. Sua temperatura corporal varia entre 39°C e 41°C e tolera temperaturas ambientais entre 0°C e 30°C.

O Aquário fica na Praça Vereador Luiz La Scala s/nº (Ponta da Praia). O horário de funcionamento é de terça a domingo, das 9h às 18h (bilheteria fecha às 17h30).

Além disso, o ingresso custa R$10 (inteira) e R$5 (meia). Menores de 7 anos e maiores de 65 anos têm entrada gratuita; desconto de 50% para estudantes e professores, com apresentação de documento. Também pagam meia-entrada crianças de 8 a 12 anos.

 

Confira as notícias do Boqnews no Google News e fique bem informado.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.